segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

DOMINGO I DA QUARESMA




1ª leitura: Dt 26, 4-10
http://1.bp.blogspot.com/-et5zKV35Fug/TXighvXATnI/AAAAAAAABPc/oL1AL-uQvcs/s1600/tenta%25C3%25A7%25C3%25B5es.jpgSalmo: Sl 90(91), 1-2. 10-15
2ª leitura: Rm 10, 8-13
Evangelho: Lc 4, 1-13

No evangelho deste Domingo Jesus retira-se para o deserto, onde depois é tentado três vezes pelo diabo. No fim, não tendo este conseguido o seu objectivo, retira-se da presença de Jesus.
Tal como aconteceu com Jesus, assim também o demónio nos tenta no nosso dia-a-dia, tendo como objectivo desviar-nos do caminho do Senhor.
No mundo de hoje temos várias situações e atracções que querendo desviar-nos da vontade de Deus, são reveladores destas mesmas tentações. Muitas destas tentações são até os nossos próprios apetites, o que nos apetece fazer e que muitas vezes achamos que é o melhor para nós próprios, mas não é.
O demónio, presente em muitas coisas mundanas, quer desviar-nos da resposta à vocação que o Senhor tem para nós.
Jesus submeteu-se à tentação para nos mostrar que é possível vencê-la. Assim, Jesus dá nos o exemplo de como vencer o diabo nas tentações: a Palavra de Deus. Note-se como a cada tentação Jesus responde com uma frase da Sagrada Escritura, ou seja, é a fidelidade à Palavra de Senhor, que nos mantém firmes na fé, capazes de ultrapassar as tentações do dia-a-dia, e em cada escolha que fazemos, optarmos sempre pelo caminho de Jesus.

Que apetites preciso ainda eu de cortar?

Sem comentários:

Enviar um comentário